Aprenda a otimizar o uso do combustível seguindo estes 5 passos

Casa & Família DESTAQUES POSTS

É preciso adotar algumas estratégias para otimizar o uso do combustível já que o preço dele está nas alturas. Por isso, separamos 5 passos essenciais para ajudar você a poupar. As recomendações são simples, diretas e preventivas. O objetivo é garantir a eficiência do veículo e,  diminuir os gastos no posto de gasolina.

Falaremos, a seguir, sobre as funções de alguns componentes mecânicos dos automóveis e também sobre a melhor maneira de fazer com que eles continuem operando a todo vapor. Confira!

1. Verifique se os pneus estão alinhados e calibrados

Quando o pneu fica murcho, uma área maior dele entra em contato com o solo, exigindo esforço redobrado do motor para rodá-lo. Então, fique sempre de olho nos quatro aros de borracha e os mantenha calibrados conforme as especificações do fabricante — você pode conferi-las no manual do proprietário.

O carro também é submetido ao trabalho extra quando as rodas estão desalinhadas, uma vez que elas podem assumir direções diferentes umas das outras. Nessa situação, há o desperdício de energia da inércia, o desgaste dos pneus e a compensação de estabilidade pelo motor, a qual requer mais gasolina, álcool ou diesel. Para otimizar o uso do combustível, o alinhamento é recomendado a cada 10 mil quilômetros rodados, bem como o balanceamento.

2. Troque os filtros de óleo e de ar

Quando não há impurezas no motor, o mesmo consegue trabalhar com maior eficiência energética, o que implica num gasto menor de combustível. Dessa forma, é imprescindível substituir os filtros preventivamente. A principal função do filtro de ar é garantir a pureza durante a queima do combustível. Em caso de anormalidade, a combustão é incompleta, a energia produzida é menor e o precioso líquido é desperdiçado.

O filtro de óleo, por sua vez, é responsável por impedir que impurezas prejudiquem a lubrificação do motor e o impeça de converter combustível em energia. A frequência de troca do item é indicada por cada fabricante, mas costuma ficar entre 10 e 15 mil quilômetros rodados.

3. Substitua o óleo lubrificante

O motor precisa estar lubrificado para trabalhar com o mínimo de atrito e converter toda a energia da combustão em desempenho. Se o óleo, que tem essa função, estiver velho, ele perde as suas propriedades e provoca o desperdício de combustível. Portanto, siga as recomendações do fabricante e efetue as substituições no período sugerido.

4. Realize a manutenção de cabos e velas

Os cabos e as velas de ignição são responsáveis por liberar a centelha nos cilindros durante a combustão. Caso não estejam operando corretamente, haverá a queima incorreta do combustível, baixa energia gerada e desperdício. Portanto, se você não quiser gastar demais nos postos, é melhor apostar nas revisões do veículo a cada 10 mil quilômetros rodados.

5. Reprograme a central de controle da injeção eletrônica

A central de controle da injeção eletrônica, também conhecida como ECU ou ECM, tem a função de manter o motor funcionando dentro dos padrões pré-programados. O recurso deve ser reprogramado para que o proprietário consiga economizar combustível, aumentar a potência do automóvel e aperfeiçoar os parâmetros de funcionamento.

A personalização é necessária porque as montadoras liberam os carros com padrões gerais de programação, de forma que os motores funcionem em quaisquer condições de solo. Nesse ponto, o comprador deve personalizar o veículo de acordo com o seu perfil de uso para melhorar a eficiência dele.

Gostou de aprender como otimizar o uso do combustível? Lembre-se que a precaução é um ato muito importante quando o assunto é economizar. Que tal colocar essas dicas simples em prática? Com a quantia poupada, você poderá fazer um grande programa em família.

Quer aprender mais sobre como economizar? Então, leia o nosso outro artigo com 10 dicas infalíveis para fazer o seu dinheiro render mais!