Fechar

Aviso
Devido ao feriado do securitário, não teremos expediente hoje.
Retornaremos nossas atividades dia 17/10.

Blog

Proteção para toda a família!

Home Blog Causas da desorganização financeira? Veja

Causas da desorganização financeira? Veja

Finanças Pessoais POSTS

Uma das causas da desorganização financeira é a falta de controle sobre as próprias contas feitas. Esse comportamento vem alcançando um número grande de pessoas no país.

Quando não se sabe com exatidão quanto dinheiro entrou em sua conta bancária e quanto saiu, acontece a desorganização financeira. Nesta caso a única certeza que vem são os pensamentos negativos afirmando que o dinheiro não vai dar.

Quer saber quais são as causas da desorganização financeira, continue a leitura e descubra!

1- Deixar de fazer um planejamento financeiro

A primeira medida a ser tomada é realizar um planejamento financeiro, que começa com um diagnóstico completo da situação. Assim, identifique suas fontes de renda e o valor correspondente às entradas mensais.

Da mesma forma, levante todas as despesas realizadas (pagas e não pagas) e defina o que é de fato indispensável. Elas serão mantidas, enquanto as demais serão pagas e não deverão voltar até que tudo se normalize.

2- Desconsiderar o investimento do dinheiro

Dinheiro não é apenas uma ferramenta para comprar, mas um instrumento estratégico responsável por sua própria manutenção. Isso significa que deve garantir a geração de novos recursos, o que se consegue por meio de investimentos.

Parte de seu dinheiro (não importa quanto), deve ser investida ou aplicada para que cresça. Assim, o próprio montante financeiro se transforma em uma nova fonte de recursos.

3- Não construir uma reserva financeira

A principal razão para se construir uma reserva financeira é poder dispor de uma solução própria para situações de emergência. Essa disponibilidade evita que se saia em busca de soluções caras que podem transtornar ainda mais a condição financeira da pessoa.

Guardar uma parte do que se recebe deve ser um hábito assumido e levado a efeito. A possibilidade de quem o adquire se envolver em desorganização financeira é bem menor.

4- Comprar por impulsividade

A compra impulsiva é aquela não planejada e que normalmente resulta de um desejo com o qual não se contava ou em função de uma boa promoção, mas não prevista.

Muitas vezes, a compra compulsiva pode até ser desnecessária, enquanto em outros momentos compra-se algo necessário, mas não indispensável.

O jovem, de maneira geral, pode ser suscetível à impulsividade para comprar e gastar sem ter a devida gestão sobre esse impulso. Tomar consciência dessa tendência e manter-se alerta consigo mesmo é uma boa iniciativa.

5- Descontrolar-se no uso do cartão de crédito

Crédito na mão requer responsabilidade proporcional, ou o risco de inadimplência pode ser grande. Para piorar, os juros de cartão de crédito costumam ser os maiores praticados, o que torna difícil escapar da armadilha.

Um bom planejamento financeiro pode requerer, pelo menos a princípio, a eliminação de cartões por um tempo, para que se processe a devida educação financeira. Aprender a se planejar vai evitar voltar a se enredar nas dificuldades da má gestão do crédito.

Em resumo: um planejamento financeiro é sempre necessário, mas exige responsabilidade. Assim, considere as seguintes dicas:

  • faça um diagnóstico sincero de sua situação atual;
  • defina o que é de fato indispensável;
  • elimine despesas não essenciais;
  • identifique claramente o valor de suas receitas;
  • planeje uma reserva, mesmo pequena inicialmente;
  • aprenda mais sobre planejamento financeiro (leia livros, assista a bons vídeos).

Como se viu, a desorganização financeira dos jovens pode ter causas bem definidas. Vale observar onde pode estar e começar um trabalho consciente de recuperação.

Se você gostou deste post, assine a nossa newsletter e receba toda semana os nossos conteúdos atualizados!

Cadastre-se em nossa newsletter

    FECHAR