Fechar

Aviso
Devido ao feriado do securitário, não teremos expediente hoje.
Retornaremos nossas atividades dia 17/10.

Blog

Proteção para toda a família!

Home Blog Como controlar as emoções e tomar melhores decisões financeiras?

Como controlar as emoções e tomar melhores decisões financeiras?

POSTS

Tomar decisões financeiras exige uma análise bem detalhada sobre a sua atual situação e o momento no qual está passando. Por essa razão, antes de decidir por qualquer aquisição, existe a necessidade de contar com um bom planejamento, entender como aquela compra vai afetar o seu orçamento, além de analisar se essa é ou não uma iniciativa impulsiva — bem como avaliar se você de fato precisa daquele produto ou serviço.

Consequentemente, terá um maior controle sobre as suas finanças, vai sobrar mais dinheiro para poupar ou investir, vai evitar a desorganização financeira, além de ser uma oportunidade para conquistar seus objetivos. Pensando nisso, elaboramos esse material para que você saiba como controlar as emoções e tomar decisões financeiras mais acertadas. Continue a leitura e saiba mais!

Faça um planejamento financeiro

Entre as principais vantagens do planejamento financeiro, destacamos o fato de que você terá uma vida mais equilibrada a partir das mudanças de hábito adotadas. Sendo assim, ao final do mês, não terá nenhuma dúvida sobre o destino de seu dinheiro, além de cortar gastos desnecessários e também evitar juros e dívidas com contas atrasadas. Como resultado, as chances de desenvolver estresse ou ansiedade por essas questões diminuem consideravelmente, contribuindo para outras esferas de sua vida.

Algumas dicas podem ser adotadas para melhorar seu planejamento financeiro, como:

  • entender como funcionam as suas finanças pessoais, custos mensais fixos e variáveis;
  • compreender sobre os ganhos ao longo do mês, tanto aqueles relacionados ao próprio salário quanto aos extras;
  • comparar preços antes de efetuar uma compra;
  • armazenar parte de seu dinheiro para um fundo de emergência;
  • utilizar aplicativos que auxiliem nesse processo.

Invista em educação financeira

O planejamento financeiro é uma das etapas da educação financeira que é recomendado adquirir para tomar melhores decisões. Além deles, também é indicado que analise a situação atual, e dessa forma, entenda quais são os seus gastos daquele período e dívidas que estão prestes a vencer.

Faça, ainda, uma planilha na qual você anotará todas as “saídas” financeiras, contribuindo para que não haja o risco de gastar mais do que ganha. Não deixe de identificar aquelas contas consideradas supérfluas e entenda como elas podem ser substituídas.

Na internet, existem cursos que contribuem para um maior aprendizado financeiro por parte das pessoas. Há uma infinidade de canais sobre os mais diversos temas, nos quais orientam usuários a guardar dinheiro, a investir e a saberem lidar melhor com os seus ganhos.

Tenha objetivos traçados

Independentemente de qual seja a estratégia adotada, para tomar as melhores decisões financeiras, é essencial contar com objetivos bem definidos. Entenda: imagine que o seu principal desejo é conhecer outros países, realizando um intercâmbio para que possa se aprofundar em outro idioma. A partir disso, o primeiro passo é entender quais serão os custos envolvidos: passagem, passaporte, moradia no país pretendido, custo de vida nesse local no período pré-estipulado, entre outros.

Somente a partir desse amplo conhecimento é que você terá uma noção mais precisa sobre quanto precisará para alcançar o êxito. Assim, poderá analisar mensalmente qual é o valor de suas rendas que terá que armazenar e quanto tempo precisará para atingir o objetivo almejado.

Para estabelecer metas, basta seguir alguns passos:

  • pense em metas realistas — ou terá um efeito contrário, trazendo dinâmico por não conseguir realizar o que foi planejado para aquele período;
  • tenha objetivos tanto de curto quanto de médio e longo prazo;
  • organize todos os seus gastos;
  • estude a melhor maneira de investir para conseguir economizar;
  • elenque quais são as suas principais prioridades;
  • revisite as metas periodicamente, potencialize pontos que vêm dando certo e aperfeiçoe aqueles que podem ter melhorias.

Entenda quando ocorrem as decisões impulsivas

Quando você analisa suas despesas mensais, entende para onde foi seu dinheiro, fica mais fácil entender quais são as decisões impulsivas e quando elas acontecem.Entre as dicas para evitar esse tipo de situação, não faça nenhuma compra quando estiver triste ou irritado por alguma coisa, uma vez que essas emoções vão influenciar na sua decisão de adquirir por um produto ou serviço.

Além disso, considere mudar o modo como você faz as suas compras. Se você costuma utilizar a internet como o principal canal, e consequentemente navega por outros sites e acaba adquirindo mais do que se planejou, é um sinal de que precisa rever suas ações. Outro ponto importante: se você passa por mudanças de hábitos, evite sair para fazer compras com pessoas que também são impulsivas, pois isso pode estimulá-lo a fazer o mesmo.

É comum ter vontade de adquirir itens que nos deixem bem. Por isso, tenha um orçamento para esses materiais. Você deve definir o quanto vai destinar do seu salário para estes gastos com coisas supérfluas, por exemplo, 5% do orçamento para estes gastos. Por fim, sempre que sair com o objetivo de comprar produtos essenciais, leve uma lista pronta e compare preços continuamente.

Tenha cuidado com o cartão de crédito

Cartão de crédito é uma armadilha para pessoas que tomam decisões de compras com base nas emoções. Para que ele seja apenas um aliado em momentos específicos, é preciso seguir algumas dicas. Fique de olho no vencimento da fatura, pois os juros e multas desse tipo de produto são os mais altos do mercado, o que vai impedir que você armazene dinheiro e possa conquistar seus objetivos.

Faça o download do aplicativo de sua instituição. Dessa forma, tem a oportunidade de acompanhar periodicamente os seus gastos, ver o valor parcial da fatura e entender como aquele custo vai impactar o seu orçamento.

Estabeleça, ainda, um teto máximo para as compras, além de preferir por utilizar apenas um produto como esse. Evite, ao máximo, emprestar seu cartão para outras pessoas — caso elas não arquem com os compromissos assumidos, você quem precisará pagar. E para evitar juros, não faça saques com o cartão de crédito, uma vez que as taxas também são altas.

Neste conteúdo, você pôde entender algumas dicas sobre como controlar as emoções e tomar melhores decisões financeiras. Entre as vantagens de seguir com as dicas apresentadas, você terá maior segurança financeira, vai economizar mais, além de fazer uma análise constante do retorno sobre seus investimentos.

Se você gostou do material apresentado, assine nossa newsletter e receba outras dicas e novidades diretamente em sua caixa de entrada!

Tomar decisões financeiras é uma tarefa difícil. Veja as melhores dicas para controlar as emoções e evitar gastos desnecessários.

Seguro para toda família!

Proteção na medida certa para você.

SOLICITE UMA COTAÇÃO

Receba conteúdos exclusivos para te ajudar a proteger o que mais importa para você.

[contact-form-7 id="163" title="Newsletter"]
SIGA-NOS NO
FACEBOOK
SIGA-NOS NO
INSTAGRAM

Siga-nos nas Redes Sociais

Cadastre-se em nossa newsletter
[contact-form-7 id="163" title="Newsletter"]
FECHAR
[contact-form-7 id="4" title="Formulário de contato 1"]