Conheça 4 mulheres empreendedoras e se inspire com suas histórias

Carreira DESTAQUES POSTS

O sexo feminino tem uma grande relevância no cenário do empreendedorismo brasileiro. Uma pesquisa realizada pela Serasa Experian mostrou que as mulheres empreendedoras no Brasil ultrapassam o número de cinco milhões de pessoas. E tem mais: 4 em cada 10 empresas do país atuam com uma mulher à frente dos negócios.

Neste post, vamos apresentar para você algumas histórias de empresárias que mudaram o cenário brasileiro de negócios com suas histórias no mercado empreendedor. Assim, você pode se inspirar para construir a sua própria história de sucesso. Confira!

1. Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza)

Luiza Trajano é nascida e foi criada no interior de São Paulo, na cidade de Franca. Sua mãe e sua tia tiveram papéis fundamentais na história dessa mulher empreendedora. A figura materna foi responsável por ensinar à Luiza conceitos sobre inteligência emocional. Já o espírito empreendedor e vendedor veio da sua tia, que tem o mesmo nome que ela.

Trajano foi quem fez o pequeno estabelecimento dos seus tios, chamado A Cristaleira, passar por um processo de grande expansão, tornando-se uma das maiores redes de varejo do país, o Magazine Luiza. Hoje, o grupo conta com cerca de 700 lojas em praticamente todos os estados brasileiros, além de ter sido uma das pioneiras na venda pela internet por aqui.

Ela tem orgulho em dizer que veio de uma família de vendedores. Seu primeiro trabalho no varejo foi aos 12 anos, porque queria ganhar dinheiro para comprar presentes de Natal para algumas pessoas importantes para ela. E conseguiu atingir seu objetivo com o valor que ganhou em comissões.

Luiza é considerada uma referência no mundo dos negócios. A revista Forbes já colocou a empresária no top 3 das mulheres empreendedoras mais poderosas do país. Até hoje, ela já acumulou uma fortuna de mais de R$ 1 bilhão. E não é só isso. A dona do Maganize Luiza também defende o aumento do protagonismo das mulheres em cargos de liderança, sendo uma ativista quando o assunto é igualdade de gênero do mercado corporativo.

2. Sarah e Julinha Lazaretti (AlergoShop)

Essas duas irmãs são responsáveis pela criação de um negócio que oferece uma solução para quem sofre com problemas alérgicos. A Alergoshop foi pensada após o nascimento da filha de Sarah, chamada Marina, que sofria com muitas alergias. Sarah vivia procurando remédios para tratar essas reações patológicas, mas nunca achava.

Julinha, por sua vez, estava cursando um mestrado com foco justamente em alergias. Portanto, Sarah identificou uma necessidade de mercado, e o conhecimento técnico da sua irmã completou o que elas precisavam para começar o empreendimento.

A Alergoshop foi criada no ano de 1993. Desde então, a empresa já cresceu muito. Hoje, conta com cerca de 280 produtos catalogados, focados para quem sofre com alergias. Além disso, a marca possui lojas e pontos de revenda em vários estados. O plano de expansão agora será por meio de franquias e do e-commerce.

Sarah considera uma grande conquista ela e a irmã terem criado um nicho de mercado inovador. A Alergoshop é tida como referência no setor para muitos médicos e clientes e como fonte de inspiração para a concorrência.

3. Sônia Hess (Dudalina)

Sônia Hess é filha do Seu Duda e da Dona Lina. Seus pais eram donos de uma vendinha. Seu Duda viajava para São Paulo, comprava as mercadorias, e as revendia em Balneário Camburiú. Um dia, Seu Duda comprou uma quantidade maior do que deveria de um tecido. Naquela época, isso seria um grande prejuízo. Dona Lina, com seu talento empreendedor, deu um jeito na situação.

Ela pegou uma camisa que tinha na loja, desfez a peça todinha, chamou duas costureiras, usou a peça como molde, produziu três camisas naquela mesma tarde e vendeu tudo muito rápido. Então, Dona Lina visualizou uma boa oportunidade de mercado e, em 1957, nascia a Dudalina.

As primeiras lojas foram administradas pela mãe de Sônia, que foi a grande influência em sua vida com ensinamentos sobre negócios e empreendedorismo. Mesmo com 11 irmãos homens, a filha da Dona Lina se tornou presidente da camisaria criada por seus pais. Sob a sua gestão, a Dudalina passou a ser a maior exportadora de camisas do Brasil.

4. Janete Vaz e Sandra Costa (Laboratório Sabin)

Janete Vaz e Sandra Costa transformaram a amizade em sociedade e criaram o Laboratório Sabin. As bioquímicas encontram na humildade para aprender um valor essencial para o sucesso do seu negócio.

No começo, elas buscaram credibilidade dentro da classe médica. Com isso, identificaram que precisariam de muita capacitação. Afinal, elas eram duas farmacêuticas que não entendiam muita coisa quando o assunto era gestão.

A inspiração de Janete para empreender foi seu pai, que ela sempre via fazendo negócios no terraço da sua casa. Para Sandra, o incentivo veio de sua mãe, que era costureira e, com muita coragem, foi uma empreendedora de sucesso.

O Laboratório Sabin abriu as portas com apenas três funcionários e, ao longo dos anos, expandiu esse número para mais de 2000 colaboradores. A empresa está entre os melhores lugares para trabalhar no Brasil. Quando um novo trabalhador é contratado, elas repetem uma frase que esteve em suas cabeças desde os tempos de abertura da empresa: “Tire seus sonhos da gaveta”.

Ser empreendedor é algo muito maior do que abrir um negócio e traçar um planejamento estratégico eficiente. Para ter sucesso, você precisa olhar ao seu redor e conseguir perceber oportunidades de como levar inovação para um determinado nicho. Além disso, é primordial ser criativo, disciplinado e focado.

E o desafio ainda é maior quando uma mulher quer empreender. Afinal de contas, elas não só têm que lutar para ganhar espaço em setores dominados pelos homens, mas também precisam gerenciar sua vida profissional e doméstica. A boa notícia é que onde existem dificuldades, existem muitas oportunidades de sucesso, como mostramos neste post.

Portanto, inspire-se com as histórias dessas grandes mulheres empreendedoras para transformar o seu sonho em realidade. Que tal motivar todas suas amigas que também desejam empreender? Compartilhe esse post nas suas redes sociais e passe para frente essa boa energia!