Fundo de emergência: conheça sua importância e saiba como mantê-lo

Finanças Pessoais

De modo simplificado, pode-se dizer que um fundo de emergência corresponde a uma reserva financeira destinada à cobertura de eventualidades que ocorrem e saem do orçamento mensal previsto. Como ninguém está livre de imprevistos e emergências, essa poupança acumulada é uma maneira eficaz de se prevenir e lidar, da melhor maneira possível, com as adversidades momentâneas.

Para entender melhor o assunto, criamos esse artigo para falar sobre a relevância de criar um fundo de emergência, bem como criar um fundo seu com planejamento, organização e disciplina financeira.

Se quiser saber mais sobre o tema, continue a leitura e descubra dicas para manter um fundo de emergência eficiente!

A importância de um fundo de emergência

Pode parecer óbvio, mas quem possui um fundo de emergência garante diversas vantagens em relação a quem não tem o hábito de poupar, já que, em momentos de urgência, nem sempre é possível levantar a quantia necessária em um período curto de tempo.

O ideal é começar a fazer o fundo emergencial o quanto antes e alimentá-lo mensalmente e com disciplina. Para isso pode ser estabelecido um valor fixo e, caso sobre um pouco mais em algum mês, é possível fazer uma contribuição extra.

Pontos positivos de se manter um fundo de emergência

Ter um fundo de emergência apresenta diversas vantagens, entre as quais estão os pontos abaixo.

Possibilita enfrentar desafios com mais facilidade

A vida é cheia de obstáculos e desafios que nos tiram da zona de conforto e exigem estratégia para sua superação. Por mais preparada que a pessoa esteja, ninguém é totalmente livre de situações inesperadas. Sendo assim, um fundo emergencial é um modo de ter mais tranquilidade diante de infortúnios.

Tendo a segurança de uma reserva financeira, o poupador pode ter mais confiança na hora de tomar decisões, afinal, caso ele precise, terá onde buscar apoio material sem precisar recorrer a ajuda de amigos.

Evita fazer empréstimos bancários em situações de risco e endividamento

Empréstimos bancários podem ter juros altos, mesmo quando o cliente apresenta comportamento responsável de consumo. Nesse ponto, um fundo de emergência também é benéfico, já que evita a necessidade de recorrer às instituições para pegar empréstimos.

Como geralmente esse tipo de situação é emergencial, o consumidor acaba aceitando condições desfavoráveis, uma vez que não tem a opção de esperar. Com o fundo emergencial isso não ocorre, já que quando for preciso o dinheiro estará em mãos.

Permite investir o dinheiro reservado

Com o tempo, a reserva financeira vai aumentando e, com isso, abre-se a possibilidade de procurar outros investimentos que podem fazer com que ela cresça ainda mais. O ideal é buscar por opções seguras, que façam o dinheiro render.

É importante se atentar para não escolher investimentos com longa carência para o retorno, já que nesse caso o resgate só pode ser feito depois de um tempo determinado e isso impossibilita ter o dinheiro em mãos em situações de emergência (dê preferência a investimentos com liquidez).

Ajuda no desenvolvimento da disciplina

Ter disciplina e compromisso é essencial para a formação de um fundo emergencial. Caso contrário, as metas financeiras não serão devidamente acumuladas e, como consequência, o fundo nunca vai crescer.

Claro que pode ocorrer de em algum mês não ser possível juntar a quantia. Porém, caso isso aconteça, o ideal é suprir essa diferença nos meses seguintes procurando ajustar o mais rápido possível.

Dicas para manter um fundo de emergência

Na teoria, adotar um fundo de emergência é algo valioso, porém na prática pode não ser algo tão fácil assim.  Diante dos contantes estímulos ao consumo, resistir às tentações exige muito esforço.

Por mais consciente que a pessoa seja, manter um fundo de emergência exige força de vontade e comprometimento de todos, sendo assim é indicado adotar medidas como as apontadas a seguir.

Pesquise tipos de investimentos para aplicar o dinheiro

Já sabemos da possibilidade de investir o dinheiro do fundo de emergência. Sendo assim, a dica é pesquisar com calma as melhores alternativas para realizar aplicações financeiras.

Existem diversas opções no mercado, por isso, quanto mais bem informada a pessoa estiver, maiores são as chances de fazer boas escolhas e multiplicar seu dinheiro.

Por mais básico que pareça, um bom planejamento financeiro é o ponto de partida para manter as finanças organizadas. É por meio dele que se pode ter uma visão realista das despesas e ganhos e, a partir disso, adotar as medidas cabíveis para a concretização do fundo.

Tenha um bom planejamento financeiro

Quem tem família deve se atentar para o envolvimento de todos os membros, uma vez que se alguém não estiver alinhado e gastar mais do que ganha, os riscos de o planejamento não ser eficiente são altos.

Tenha um percentual do salário definido para esse fundo

Essa é uma dica prática que funciona bem quando o assunto é formar um fundo de emergência. Como não é em todo mês que o valor será usado, é comum que em algum momento a pessoa ache que não será preciso guardar algum valor. Porém isso é um grande engano.

Para driblar essa situação, a dica é definir uma porcentagem fixa dos ganhos que será destinada para o fundo emergencial e encarar como uma conta que deve ser paga todo mês. Desse modo, também será possível resistir à tentação de usar o fundo caso apareça algum impulso de consumo ou outra situação de baixa gravidade.

Lembre-se sempre que, como o próprio nome sugere, o fundo emergencial é para socorrer a família em situações realmente sérias e que, uma vez que o dinheiro for utilizado por completo, será preciso recomeçar do zero para juntar o valor novamente.

Agora que você já sabe a importância de se manter um fundo de emergência para lidar com imprevistos financeiros, pode adotar um planejamento bem estruturado e se organizar para poupar um valor mensal com essa finalidade. Com disciplina e organização é possível alcançar as metas definidas e manter as finanças sob controle.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam saber sobre a relevância de se manter um fundo de emergência.

Assine nossa newsletter!

Receba, quinzenalmente, em seu e-mail conteúdo rico para te ajudar a realizar corretamente o seu planejamento financeiro e melhorar a saúde de suas finanças.